sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

PC Game Review: MX vs ATV Unleashed



Análise publicada originalmente no extinto portal PTGamers, a 14 de Março de 2006.


Quem não se lembra do Motocross Madness 2? Velhos tempos em que combinávamos entre amigos ir “sacar uns cavalos” em LAN ou via Internet, através dos servidores do zone.com. Ainda possuo uma colecção de aproximadamente 7GB de pistas diversas criadas pela comunidade online fiel ao jogo. Eu próprio construí algumas! Este simples facto aumentou drasticamente a longevidade desse título, sendo jogado ainda nos dias de hoje, passados quase 6 anos desde o seu lançamento. Finalmente esses tempos de ouro voltaram com o nascimento do MX vs ATV Unleashed.

A
Rainbow Studios, criadora dos títulos originais Motocross Madness e Motocross Madness 2 para o PC e ATV Offroad Fury e ATV Offroad Fury 2 para as consolas, voltou à carga, no início de 2003, com um novo jogo intitulado MX Unleashed, mas apenas para PlayStation 2 e X-Box. Os utilizadores de PC, e devoradores de Motocross Madness 2, ficaram fulos quando souberam que o pessoal da Rainbow Studios não tencionava lançar este seu novo e apetitoso título para o PC. Em fóruns discutia-se em como seria possível esta nova pérola dos jogos de motocross não estar disponível para a plataforma que lançou a Rainbow no mercado. Mas, ao fim de 3 anos e após MX vs ATV Unleashed ter sido lançado também nas consolas (em meados de 2005), a Rainbow Studios resolveu contemplar os antigos fãs com um novo jogo.






Pelas mãos da
Beenox Studios, este novo título de motocross eleva a simulação deste género de jogos no PC a um patamar muito mais alto. A comunidade de jogadores de Motocross Madness 2 agradece! Até porque a versão para Windows vem com um exclusivo Editor de Pistas, muito mais intuitivo e acessível mesmo aos leigos na matéria de construção de novas pistas.

O Editor:

E, já que estamos a falar do Editor, posso dizer que este está tão simplificado que até perde o encanto para os antigos “track makers”. Alguns pormenores perderam-se com o tempo, como foi a variedade de vegetação disponível e o simples facto de poder adicionar à nossa nova pista uma imagem que a identifique. Existe também um pequeno “bug” no jogo ligado ao mini-mapa das pistas criadas no Editor que espero seja corrigido num futuro “patch”. Apesar deste pequeno problema e “esquecimentos”, o novo Editor de Pistas está poderoso e muito mais estável que o anterior
Armadillo (e Dillo2) para o Motocross Madness 2.

O Jogo:

Estão disponíveis várias modalidades de provas, desde a possibilidade de jogar as pistas criadas no Editor, passando por campeonatos de Motocross, Supercross, Freestyle, SuperMoto, Short Track, Hill Climb, Way Point e finalizando com desafios contra outras máquinas e Free Ride, entre muito mais. Para percorrer os vastos cenários temos à nossa disposição as habituais motos de cross de várias cilindradas, ATVs (ou quads / moto4), buggys, jipes, monster trucks, avionetas e até carros de golf 4x4!

O motor de física agregado a este título, a que a
Rainbow Studios chamou de “Rhythm Racing”, está de uma realidade incrível, onde a moto e o piloto reagem com naturalidade a todos os sobressaltos do terreno de jogo e no qual teremos de realmente saber como inclinar a moto e o piloto para que os saltos e as aterragens sejam efectuadas em segurança.

Graficamente o jogo está soberbo, adequado para o género em que se insere, com sombras dinâmicas que acompanham o jogador e raios de sol que ofuscam a visibilidade. Apenas não percebo porque bloquearam o jogo a 30 fps (frames por segundo) o que, por vezes, e quando estão muitos adversários e árvores no ecrã, compromete a fluidez. Num futuro próximo deveriam corrigir isto através do lançamento de um “patch”.

O som está minimamente aceitável, com o rosnar das máquinas um pouco infantil e repetitivo. A banda sonora é composta por importantes bandas do panorama actual, como é o exemplo dos The Black Eyed Peas, Papa Roach, Nickelback ou Unwritten Law.

A jogabilidade é super viciante. É difícil parar. Só queremos fazer mais um “back-flip”, mais um “
360” ou simplesmente aterrar sem mãos. As corridas são acessíveis, podendo dizer mesmo que é fácil chegar ao final do jogo. Quando por vezes caímos e ficamos para último, a IA (inteligência artificial) do jogo diz aos adversários para abrandarem, o que significa que os apanharemos um pouco mais à frente. O grande desafio é jogar em LAN contra alguns amigos ou online através do GameSpy. Até 6 jogadores (apenas) podem entrar numa corrida sem tréguas e confesso que é nesta vertente do jogo que realmente sentimos toda a adrenalina de uma verdadeira corrida de motocross. Simplesmente genial.






Veredicto final:

Se realmente apreciam jogos de motocross no seu total esplendor, devem obrigatoriamente adquirir este jogo, visto que tem tudo para agradar aos amantes da modalidade. Com o Editor de Pistas, este título vai ter uma longevidade igual ou superior ao seu irmão mais velho, o
Motocross Madness 2.

Para os jogadores ocasionais, julgo que não perderão nada em dar uma espreitadela a este
MX vs ATV Unleashed. Pode ser que fiquem adeptos, visto ser o que melhor se fez até hoje dentro do género.

Sem comentários:

Enviar um comentário